21 mar, 2022

Praias de Boipeba: conheça 9 praias dessa ilha paradisíaca

Boipeba é uma ilha muito pequena e dá pra chegar em quase todas as praias a pé. Os caminhos são super agradáveis e você nem percebe a distância que andou. Vem ver nossas dicas pra um passeio super agradável!

Boca da Barra

Boca da Barra é a praia mais próxima do povoado de Velha Boipeba e a mais movimentada. Há muitas barracas e pousadas e é dela que saem os passeios de barco pela ilha.

O começo da praia fica no encontro do mar com o Rio Inferno e as águas são bem calmas:

Boca da Barra

Andando um pouco mais, depois dos restaurantes, a praia fica bem menos movimentada. Já passamos várias horas curtindo esse cantinho lindo e sossegado sob a sombra das árvores!

Boca da Barra

Praia das Pedrinhas

A Praia das Pedrinhas é uma pequena enseada em que a praia é toda de pedrinhas. Tem um restaurante e algumas mesinhas e redes na praia.

Praia das Pedrinhas

O acesso é por uma pequena trilha no final da praia de Boca da Barra. Tem uma escada que dá acesso a uma pousada e depois segue um trecho de mais ou menos 700m de trilha na mata.

Praia das Pedrinhas

Esse mirante fica na trilha:

Praia das Pedrinhas

Praia de Tassimirim

Após a praia das Pedrinhas, chegamos na praia de Tassimirim, que é uma ponta de enseada com muitas pedras e corais. Não passamos muito tempo por lá pois a enseada é pequena e já emenda com a praia da Cueira.

Praia da Cueira

Parece que fico repetindo o tempo inteiro, mas não tem como descrever melhor: água cristalina, areias brancas e coqueiros por toda a extensão. A Praia de Cueira É LINDA!

Praia da Cueira

Dá pra chegar em Cueira andando pela orla (vindo pela sequência de praias acima), de quadriciclo (R$ 35 por pessoa) ou andando pelo caminho do quadriciclo mesmo. São mais ou menos 2km pela estradinha ou pela trilha por dentro de uma fazenda que passa ao lado dessa estrada.

Cueira também é conhecida pela lagosta do Seu Guido, que antigamente era uma barraquinha que vendia uma lagosta muito boa e hoje se tornou um super restaurante. Mesmo tendo indo 3 vezes, ainda não comemos a famosa lagosta na manteiga de lá…

No final da praia de Cueira tem o rio Ouritube. É preciso atravessar o rio pra chegar até Moreré. Dependendo da maré não é possível atravessar a pé, então a dica é olhar a tábua de marés nos dias em que estiver lá pra ver qual é o horário da maré baixa e da cheia, assim você consegue ver mais ou menos a hora de ir e voltar.

Praia da Cueira

O rio em uma maré mais ou menos cheia fica igual a foto acima, mas a água não passou do nosso ombro em nenhum dia! A dica é passar mais por dentro do mar, onde é mais raso. É só perguntar pra alguém que estiver lá perto ou então esperar alguém atravessar antes pra ver se dá pé 😛 (sério, eu fiz isso).

Após o rio, passamos por dentro de uma fazenda de coqueirais:

Praia da Cueira

A trilha é bem fácil e chega nessa praia, que é onde começa Moreré:

morere

Moreré

Moreré é um lugar tão maravilhoso que merece um post à parte sobre ele. Veja como chegar e como é esse paraíso cheio de piscinas naturais!

Moreré

Bainema

Bainema é a próxima praia depois de Moreré e também tem uma orla e piscinas naturais incríveis. Veja como chegar e como aproveitar o dia por lá.

Bainema

Ponta dos Castelhanos

Ponta dos Castelhanos também é um passeio de um dia inteiro, ainda mais se você se aventurar a atravessar o manguezal a pé! Veja como chegar e como fazer esse passeio.

Ponta dos Castelhanos

Coroa Grande ou Cova da Onça

Coroa Grande é um dos povoados na Ilha de Boipeba (também chamado de São Sebastião) onde fica a Cova da Onça. É possível chegar de quadriciclo (saindo de Moreré fica R$ 70 por pessoa), de barco saindo da Ponta dos Castelhanos ou no passeio de barco de volta à ilha (geralmente a parada pro almoço é lá).

Coroa Grande

Cova da Onça é muito conhecida pelos pratos com lagosta (infelizmente nunca comemos lagosta lá também). Quando fomos, paramos para o almoço no restaurante Estrela do Mar, indicado pelo nosso guia. Acredito que era o único aberto. Pagamos em torno de R$ 50 pelo almoço para casal.

Coroa Grande

Nesse restaurante fomos “atacados” por crianças locais vendedoras de cocada (que também já nos “atacaram” em Garapuá). Um grupo de umas 7 crianças, cada uma vendendo sua própria cocada, parou de mesa em mesa no restaurante disputando os clientes. A maioria ficou com dó e acabou comprando uma de cada criança rs.  E vale a pena, são muito gostosas mesmo!

Coroa Grande

Garapuá

As piscinas naturais de Garapuá ficam em um dos povoados da Ilha de Tinharé, onde também fica Boipeba. De novo, é mais uma praia que merece um post exclusivo. Vem ver como chegar e como é a praia!

garapuá

Veja também:

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário