20 mar, 2022

Boipeba: como chegar, onde ficar, restaurantes e passeios

Boipeba é um dos povoados da ilha de Tinharé, que pertence a Cairu, na Bahia. Fica próxima a Morro de São Paulo e é onde ficam nossas praias preferidas do Brasil! Vem conhecer esse paraíso.

Como chegar em Boipeba

Fizemos um post completo explicando todas as maneiras de chegar até Boipeba! Vem ver:

O povoado de Boipeba

Veja quais são os povoados de Boipeba para você se localizar na ilha:

  • Velha Boipeba: é a vila principal da ilha, onde chegam os barcos vindos do continente. Tem muitas opções de pousadas e restaurantes. Ficamos hospedados em uma pousada aqui.
  • Moreré: é onde ficam as famosas piscinas naturais. Há algumas pousadas e restaurantes, mas a noite é bem mais restrito. Do centro de Boipeba até o povoado de Moreré são 4km andando.
  • São Sebastião: é um povoado no sul da ilha onde fica a Cova da Onça, conhecido pela lagosta que dizem ser deliciosa. É pouco procurado para hospedagem porque fica mais longe. É possível chegar de quadriciclo ou a pé, mas são mais ou menos 13km de caminhada (pesquise por aluguel de bikes!).
  • Monte Alegre: um povoado onde fica a pousada Casa Bobô, é possível chegar de quadriciclo ou a pé.

Uma dica importante: não há caixa eletrônico, é bom levar dinheiro pois alguns passeios ou barraquinhas mais distantes às vezes não aceitam cartão nem PIX (ou às vezes não tem sinal de celular mesmo).

O povoado tem um posto de saúde e tem atendimento 24h (já precisei usar e consegui).

Passeios em Boipeba

Além das praias, não faltam passeios pra se maravilhar com as belezas de Boipeba. Vem ver as opções:

Praias de Boipeba

Boipeba tem mais de 7 praias e todas são incríveis! Nesse post falamos sobre todas: Cueira, Tassimirim, Moreré, Castelhanos, Cova da Onça, Boca da Barra e mais.

Praias de Boipeba

Volta a ilha de barco

Todos os passeios de barco saem de Boca da Barra, a praia mais próxima do atracadouro de Velha Boipeba. Em 2022, está R$ 220 por pessoa o passeio de volta a ilha de lancha, que sai em torno de 10h e volta em torno de 16h.

Geralmente os passeios de volta a ilha passam pelas piscinas naturais de Moreré, Ponta dos Castelhanos, Coroa Grande e Cova da Onça, mas depende da maré do dia. Vale a pena pra conhecer várias praias em um dia, é muito bonito!

Passeios em Boipeba

Na volta, passamos pelo Rio dos Patos e Rio Inferno, que circundam a ilha. Os manguezais são lindos e a natureza é muito preservada.

Passeios em Boipeba

Alguns passeios oferecem uma parada em um bar flutuante chamado Portal das Ostras,  famoso pelas ostras frescas, mas o horário em que passamos estava fechado. Alguns amigos nossos foram e disseram que é uma delícia.

Passeio no manguezal à noite pra ver a Bioluminescência

Esse passeio precisa ser feito com guia e pode ser tanto de canoa, com pescadores da região, ou então de caiaque. Fizemos com a Ecomar Boipeba Ecoturismo Marinho e pagamos R$ 160 por pessoa.

A duração do passeio depende das marés. Nesse dia, saímos em torno de 16h e voltamos umas 19h.

Passeio no manguezal à noite pra ver a Bioluminescência

O passeio sai da praia de Boca da Barra, passa pelo atracadouro e entra em um dos braços do mangue, ainda de dia. É muito legal ver os caranguejos nas árvores! Paramos uns minutos dentro do mangue enquanto a guia contava umas curiosidades (e nesse dia decidimos não comer lagosta – que era nossa meta – porque descobrimos que estavam em época de reprodução).

Passeio no manguezal à noite pra ver a Bioluminescência

Depois, continuamos remando até o rio e assistimos o pôr-do-sol.

Passeio no manguezal à noite pra ver a Bioluminescência

Fizemos uma parada na margem do rio pra mergulho e os guias acenderam uma fogueira até esperarmos escurecer.

Passeio no manguezal à noite pra ver a Bioluminescência

Esperamos escurecer pra voltar pelo mesmo caminho do mangue e conseguir ver a bioluminescência, que são pontinhos brilhantes de luz causados pela reação de algumas algas e outros organismos presentes na água com o oxigênio.

Ah, uma coisa muito legal é que a guia vai tirando fotos de todo mundo pelo caminho, o que é muito bom já que a gente tem que remar e eles sugerem não levar nada que molhe porque corre o risco do caiaque tombar. Todas essas foram tiradas por ela e ficaram lindas!

Nossa avaliação sincera sobre o passeio: é muito caro. A gente foi no papo da guia ser uma oceanógrafa, mas achamos que o passeio com um local teria sido tão bom e informativo quanto (e talvez mais barato, mas não chegamos a olhar). É legal a parte do caiaque e de andar pelo mangue, mas a bioluminescência é praticamente invisível: são pequenas faíscas que aparecem na água quando você mexe os remos ou as mãos na água. É como se fosse aquelas faíscas de estática de cobertas de lã, sabe? Dizem que dependendo do dia dá pra ver mais ou menos dela. Ou seja, não vá com expectativas de As Aventuras de Pi como a gente.

Pôr-do-sol no Mirante Quebra Cu

O Mirante do Quebra Cu fica a mais ou menos 1km da pracinha central. O trecho de subida é bem tranquilo e rápido. A vista é lindíssima e nas duas vezes em que fomos estava bem vazio.

Pôr-do-sol no Mirante Quebra Cu

É um passeio gratuito e a vista não perde em nada pro Céu de Boipeba (que contamos abaixo), então não deixe de ir! Foi uma das paisagens mais lindas que já vimos:

Pôr-do-sol no Mirante Quebra Cu

Pôr-do-sol no Céu de Boipeba

O Céu de Boipeba é uma pousada, restaurante e mirante que fica em um dos pontos mais altos da ilha. A vista é maravilhosa, tanto pra praia quanto para os rios. Vale muito a pena ir um dia pra assistir o pôr-do-sol!

Pôr-do-sol no Céu de Boipeba

Chegue a partir de 16h30, 17h pra pegar um bom lugar. Dependendo do movimento, é cobrado uma consumação mínima de R$ 50 ou R$ 25 por pessoa. Falamos ali em baixo sobre as opções do restaurante!

Pôr-do-sol no Céu de Boipeba

Restaurantes em Boipeba

Em boipeba há muitas opções de bons restaurantes, além da feirinha, que é uma opção super econômica.

Varanda Cantina

A Varanda Cantina fica bem na pracinha principal e é simplesmente o melhor custo benefício da ilha. Da última vez, fomos 3 vezes. São especializados em massas e carnes. Já comemos bruschetta, nhoque, bife de chorizo e um spaghetti com camarão ao limão maravilhoso (sério, eu comi ele 3 vezes). O atendimento também é ótimo.

Varanda Cantina

Em 2022, os pratos estavam em torno de R$ 40 a R$ 60.

Varanda Cantina

Lambe-Lambe

A Lambe-lambe é uma hamburgueria (em torno de R$ 35 cada hambúrguer), mas nas duas vezes em que fomos estavam servindo pizza também (por R$ 35 cada). Como a pizza era estilo italiana, não tinha como não provar. Estava muito gostosa mesmo!

Lambe-Lambe

Casa da Pracinha

A Casa da Pracinha é de mineiros e é especializada em pão de queijo, claro! Comemos sanduíches no pão de queijo e estavam deliciosos. Fica em torno de R$ 25 a R$ 30 cada sanduíche.

Casa da Pracinha

O Céu de Boipeba

O preço das comidas no Céu de Boipeba é bem salgado (por exemplo, R$ 40 em uma porção de 6 dadinhos de tapioca). Mas, se você já estiver lá pra ver o pôr-do-sol, vale arriscar um jantar. Comemos um risoto bem gostoso, mas pensando no custo-benefício, o Varanda é muito melhor.

O Céu de Boipeba

Barraquinhas da pracinha

A noite, as barraquinhas de comida da pracinha abrem e ficam bem movimentadas. Comemos várias vezes na barraca “Tapioca da Praça“, que tem tapiocas a partir de R$ 5. O preço e a tapioca são ótimos!

img_9075

Nessas barracas também tem pastéis, acarajé, bolinhos e tudo de gostoso da Bahia 😛

Cervejaria Boipeba

A Cervejaria Boipeba é a primeira a produzir cerveja na ilha. O Adriano tomou vários chopps por lá e, apesar de muito gostosos, o valor é bem alto (em torno de R$ 20 pelo chopp de 500ml). A chopperia serve petiscos e hambúrgueres. Provamos uma costela desfiada bem gostosa.

Cervejaria Boipeba

Acarajé da Karol

A barraca do Acarajé da Karol fica no comecinho da praia de Cueira. O pastel é super recheado e vale por um almoço! Pedi um de banana, queijo e camarão e me surpreendi, muito gostoso. Ficamos lá algumas vezes e fomos muito bem atendidos.

Acarajé da Karol

Rainha do Mar

O restaurante Rainha do Mar fica na pracinha principal. Das primeiras vezes em que fomos pra Boipeba achei o preço bem em conta (no máximo R$ 30 os pratos que comemos). Pedi um risoto de camarão maravilhoso! Da última vez em que fomos, porém, não gostei do prato que pedi e o restaurante estava bem vazio praticamente todo dia. Não recomendo atualmente :/

Rainha do Mar

Lugares pra visitar em Boipeba

Fora as praias, as piscinas naturais, o manguezal e os inúmeros restaurantes deliciosos, há algumas atrações pela cidade que valem a visita:

  • Museu de Ossos: é uma casa cheia de esqueletos de animais marinhos e objetos encontrados no mar. É bem legal mesmo, vale a visita!
  • Igreja do Divino Espírito Santo: fica no centro da vila, em um alto muito bonito. Tem um mirante logo ao lado.
Igreja do Divino Espírito Santo
  • Ver o pôr-do-sol no Rio Inferno: a vista é incrível e vale a pena ver pelo menos uma vez. A melhor vista é do atracadouro de Velha Boipeba.
pôr-do-sol no Rio Inferno

Pousada em Boipeba: Pousada Casa Verde

A pousada Casa Verde fica muito perto do atracadouro onde chegam os barcos (menos de 5 minutos). Fica na pracinha principal da vila, onde há várias opções de restaurantes, mercadinho, farmácia… além de ser perto do ponto de quadriciclo (são uns 5 minutos) e do ponto de Trator (dá 1km).

pousada em Boipeba

A diária está R$ 240 em 2022 (baixa temporada). Ficamos em um quarto no segundo andar, básico mas bem confortável. Já é a terceira vez que ficamos nessa pousada e gostamos muito do atendimento.

Agora o café da manhã… Precisamos de um post a parte para falar dele! A dona da pousada, Dona Maria, é uma simpatia só. Todos os dias chegava pra gente com tapioca feita na hora, cuscuz, pães e bolos típicos, bolinho de estudante frito na hora, tortinhas diferentes, banana da terra cozida e frita, frutas, sucos de graviola, cupuaçu, cajá e todas essas delícias… A gente comia tanto que íamos almoçar só a tarde :O

pousada em Boipeba

Dica: pela localização da pousada, bem na praça principal, talvez seja melhor olhar se a data que você vai não coincide com grandes festas na cidade. Da última vez em que fomos, teve música alta em restaurantes/barracas e foi difícil dormir em alguns dias (porém, se você dorme tarde, é permitido música somente até às 0h).

Veja também:

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário