14 abr, 2022

Aiuruoca: atrações inusitadas dessa cidadezinha mineira

Aiuruoca é uma cidade no sul de Minas, próxima a Caxambu. As paisagens são inacreditáveis, posso dizer que é um dos lugares mais maravilhosos de Minas. Além das cachoeiras, as atrações de turismo rural valem muito a pena. Vem ver o que fazer em Aiuruoca!

paisagem em aiuruoca

Como chegar em Aiuruoca

Aiuruoca está a mais ou menos 420km de Belo Horizonte e a estrada é asfaltada até a cidade. É interessante ir de carro pois as atrações ficam longe do centro. Tem lugares que fazem passeios, mas acaba ficando mais caro.

Um detalhe é que as estradas estavam bem ruins quando fomos (março/22) por causa das chuvas, então se você for de carro ou moto baixos, talvez não consiga chegar em todos os lugares.

Quantos dias ficar em Aiuruoca

São pelo menos 2 dias pra visitar algumas atrações que achamos imperdíveis (fora os dias da viagem), como a degustação de azeites, o Vale dos Garcias e o Vale do Matutu.

Para visitar com mais calma, o ideal são 5 dias: 2 dias para o Vale dos Garcias, 2 dias para o Vale do Matutu e um dia para subir o Pico do Papagaio. Dá uma olhada nos roteiros que fizemos para se programar:

Roteiro pelo Vale dos Garcias

O Vale dos Garcias fica a mais ou menos 40 minutos do centro de Aiuruoca. Você pode fazer um roteiro de um dia pra visitar as atrações:

Degustação de azeites no Azeites Olibi

O Azeites Olibi é uma atração diferente pra fazer em Aiuruoca! Nunca tínhamos ido em uma degustação de azeite. O valor foi de R$ 35 por pessoa. Começamos visitando o olival guiados pelo “Tchê”, que nos explicou tudo, desde a plantação até como o azeite é feito.

Degustação de azeites no Azeites Olibi

Degustamos o azeite assim, no copinho mesmo:

Degustação de azeites no Azeites Olibi

Aprendemos como tomar, bochechando e engolindo pra sentir a queimação na garganta (que indica que o azeite é extra virgem). Também degustamos com pão de queijo e broa.

A garrafa de 250ml do azeite extra virgem sai por R$ 50 e há outros produtos como azeite trufado, sabonetes e temperos. Nós adoramos esse passeio!

Degustação de azeites no Azeites Olibi

O local tem parceria com o Ibama e recebe aves que precisam ser mantidas em viveiro e também que podem ser soltas para se reintegrar à natureza. O passeio inclui visitar esses viveiros e nós adoramos (vimos papagaios, araras e tucanos lindos). Além disso, a fazenda em si e as paisagens são lindíssimas.

Degustação de azeites no Azeites Olibi

Cachoeira dos Garcias

A Cachoeira dos Garcias fica no final do vale, e o acesso é por uma trilha de uns 10 minutos que começa no restaurante Casal Garcia, onde você pode estacionar. A trilha é bem sinalizada e é basicamente uma escadaria que leva até o poço da cachoeira.

Cachoeira dos Garcias

Também é possível chegar no topo da cachoeira pelo início da trilha. São uns 5 minutos de caminhada:

Cachoeira dos Garcias

Cachoeira da Prainha

A prainha fica em uma entrada do outro lado da estrada do estacionamento. São uns 10 minutos de descida até ela:

Cachoeira da Prainha

Restaurante Casal Garcia

O restaurante Casal Garcia fica na Cachoeira dos Garcias e é uma ótima opção pra almoçar depois de visitar a cachoeira. A especialidade deles é a truta: pedimos a truta na manteiga com shimeji ou batatas salteadas. Maravilhoso!

Restaurante Casal Garcia

Provamos o sorvete caseiro de doce de leite e de amora e estavam deliciosos.

Restaurante Casal Garcia

Além da comida incrível, ainda apreciamos essa vista lindíssima!

Restaurante Casal Garcia

Poço do Joaquim Bernardo

O Poço do Joaquim Bernardo fica antes da Cachoeira dos Garcia. É um poço bem amplo, de fácil acesso (o carro fica a alguns passos da cachoeira) e é muito gostoso pra passar o dia embaixo das sombras das araucárias.

Poço do Joaquim Bernardo

Tem uma lanchonete no local mas não estava aberta.

Roteiro pelo Vale do Matutu

O Vale do Matutu é um povoado que fica a uns 45 minutos de Aiuruoca e é um roteiro bom pra fazer em 1 ou até 2 dias. Só a estrada até lá já é um espetáculo:

Roteiro pelo Vale do Matutu
Roteiro pelo Vale do Matutu

Chegando no vale, tem um estacionamento onde você deixa o carro. Fomos em um domingo e pagamos R$ 20, depois fomos durante a semana e não pagamos nada. Acredito que em alta temporada deve ter cobrança todos os dias.

Nesse local tem o Casarão da Associação de Moradores, que estava fechado, e uma lojinha de produtos locais do lado.

Casarão da Associação de Moradores vale matutu

Vem ver o que fazer por lá:

Cachoeira Poço das Fadas

A Cachoeira Poço das Fadas fica muito perto do estacionamento, a menos de 1km. O poço é verde esmeralda quando o sol bate, fica muito bonito!

Cachoeira Poço das Fadas

Cachoeira do Fundo

A Cachoeira do Fundo fica a mais ou menos 4km de distância do estacionamento. A maior parte do trajeto é por dentro de fazendas de moradores e a trilha é bem ampla, quase uma estrada. O caminho pelas araucárias é lindo (inclusive fiz Adriano catar uma mochila de pinhão pra mim kkk).

Cachoeira do Fundo

Faltando mais ou menos uns 2km, a trilha fica bem fechada. Quase chegamos até a cachoeira, mas eu só conseguia pensar em cobras e voltamos. Assim que eu tiver uma bota de cano alto pra trilhas a gente volta kkk. A dica é que são 8 porteiras até chegar na cachoeira, nós chegamos na sétima se não me engano.

Restaurante Portal da Serra

O restaurante Portal da Serra fica a uns 5 minutos do estacionamento. As opções são mais gourmet com ingredientes locais. Tudo que pedimos estava muito gostoso: arancini de truta defumada, bruschetta com taioba e cogumelos e mandioca frita.

Restaurante Portal da Serra

Também pedimos um canoli de creme de cumaru. Com certeza eu iria de novo e pediria tudo de novo 😋

Restaurante Portal da Serra

Um detalhe legal é que em vários restaurantes eles usam flores comestíveis nos pratos. Eu amei!

Fruticultura e geléias artesanais do Sítio Cambará

A Fruticultura Sítio Cambará fica no caminho para o Vale do Matutu e é possível marcar uma visita pra conhecer a plantação e degustar as geléias. O valor é R$ 25 por pessoa ou uma geléia, que é esse mesmo valor (já aviso que é impossível sair com uma só!).

Fruticultura e geléias artesanais do Sítio Cambará

Infelizmente não fizemos a degustação porque só nós dois visitamos e eles estão em obra, mas trouxemos algumas:

Fruticultura e geléias artesanais do Sítio Cambará

O Alê é muito simpático e nos explicou tudo sobre as amoreiras, framboesas e blueberries. A história do local é muito massa: ele trabalhava na área de publicidade em SP e se mudou pra lá há mais de 15 anos, quando nem tinha eletricidade ainda. Começou a estudar sobre frutas vermelhas e foi aperfeiçoando a plantação, que é toda orgânica. Sua companheira produz as geléias, com pouquíssimo açúcar e zero conservantes, e eles estão construindo uma área de degustação pra oferecer tortas e outros produtos de frutas vermelhas.

Outras cachoeiras em Aiuruoca

Infelizmente não conseguimos visitar todas as cachoeiras que ficam nas proximidades, mas deixamos as dicas aqui pra você ir:

Cachoeira na Pousada Canto do Papagaio

A cachoeira fica dentro da Pousada Canto do Papagaio, onde é possível almoçar e fazer esse passeio (contamos ali embaixo como é o almoço). A cachoeira é um trecho do Rio Aiuruoca e tem uma quantidade de água enorme.

Cachoeira na Pousada Canto do Papagaio

Cachoeira do Pocinho

O Pocinho fica no caminho para o Vale do Matutu e é uma parte do rio represada, a entrada para passar o dia custa R$ 15 por pessoa.

Cachoeira do Deus me Livre

Tentamos ir na Cachoeira Deus me Livre, mas fomos por um caminho indicado pelo Google que dava em uma propriedade privada. É possível ir por outro caminho, vale se informar na cidade sobre como chegar.

Cachoeira dos Macacos

A Cachoeira dos Macacos fica na estrada para o Vale do Matutu, quase chegando lá.

Nas proximidades também tem as cachoeiras do Caldeirão, do Inferninho, das Posses… Esquecemos completamente de usar esse aplicativo das Cachoeiras da Estrada Real, funciona muito bem! Fica a dica pra você se localizar por lá.

Outras atrações em Aiuruoca

Mesmo ficando uma semana na cidade não conseguimos visitar tudo! Quero visitar essas quando voltar:

Trilha do Pico do Papagaio

A trilha do Pico do Papagaio é uma das principais atrações de Aiuruoca. São 14km ida e volta e dizem que é uma trilha mais pesada e recomendada para ser feita com guia. Esse relato da subida pode ser útil pra quem quer ir 🙂

Sino da Paz

O Sino da Paz é um sino feito com cápsulas de munição usadas em várias guerras. Infelizmente está fechado pra visitação devido a pandemia, eu queria muito ter visitado!

sino da paz
Foto: Instagram @sinodapaz

Restaurantes e lojas para visitar em Aiuruoca

Aiuruoca é bem pequena mesmo e na cidade em si tem algumas opções de restaurante (que não abrem todos os dias em baixa temporada) e alguns empórios e armazéns onde é possível comprar todo tipo de gostosura feita por lá.

Em meses de baixa temporada é interessante mandar mensagem para os restaurantes reservando pro almoço ou jantar, pois nem todos abrem todos os dias.

Pizzaria Aromas da Serra

Acredito que a Pizzaria Aromas da Serra é a principal de Aiuruoca. A pizza é gostosa, são sabores tradicionais, com massa fina e pouca borda. Bem justo.

Restaurante da Pousada Canto do Papagaio

A pousada Canto do Papagaio fica na saída para a estrada do Vale do Matutu e tem um restaurante vegano que foi uma surpresa muito gostosa na viagem. O atendimento foi ótimo e o lugar em si já é lindíssimo!

Atravessamos essa ponta pra chegar:

Restaurante da Pousada Canto do Papagaio

Os jardins são muito bem cuidados:

Restaurante da Pousada Canto do Papagaio

No dia estavam servindo uma moqueca de banana da terra e hambúrguer de lentilha com purê de abóbora. Eles seguem o movimento hare krishna e no cardápio contam que as refeições são preparadas em silêncio e sem serem experimentadas.

Restaurante da Pousada Canto do Papagaio

De sobremesa provamos uma torta de amendoim deliciosa. Vale a pena ir!

Restaurante da Pousada Canto do Papagaio

Restaurante Casarão

Nos indicaram o Restaurante Casarão, mas nos horários em que fomos estava fechado.

Lojas e empórios em Aiuruoca

O Armazém Macieira é um dos principais: são muito azeites, queijos, pães, geléias e basicamente tudo que é feito pelos produtores locais.

Visitamos também o Emporio Daia, que vende algumas coisas a granel e alguns produtos locais.

Logo ao lado, tem uma lojinha de produtos esotéricos enorme, a Estrela Guia. Eu gostei bastante de visitar!

Pousada em Aiuruoca: Pousada Alquimia

Ficamos na Pousada Alquimia, que fica a 10 minutos do centro de Aiuruoca. Tem um trechinho pequeno de estrada de terra pra chegar. Como a pousada é pet friendly, levamos nossa cachorrinha e foi ótimo! São vários chalés espalhados pela propriedade e é muito gostoso passear pelos jardins com o barulho do rio, que passa nos fundos.

Pousada em Aiuruoca: Pousada Alquimia

O café da manhã é uma delícia, com pães, bolo, frutas, quitutes, queijos e sucos, tudo caseiro. A Meire, que cuida da pousada, é super solícita e todos os dias deixava um lanchinho da tarde pra gente. Adoramos!

Pousada em Aiuruoca: Pousada Alquimia

Ah, e outra atração linda é admirar o céu de Aiuruoca a noite!

Pousada em Aiuruoca: Pousada Alquimia

Dica: há muitas opções de pousadas nos Vales do Garcia e Matutu. Vale considerar se você prefere ficar mais próximo ao centro da cidade e ter acesso mais fácil aos outros lugares ou em um dos vales, em que o acesso é mais longe. No nosso caso, preferimos ficar no meio do caminho de tudo 🙂

Visite também: Alagoa, a Terra dos Queijos

Alagoa é uma cidadezinha que fica a 30km de Aiuruoca. Vale a pena tirar um dia pra visitar! Veja aqui quais queijos experimentamos e como chegar.

Visite também: Alagoa, a Terra dos Queijos

Visite também: colheita de morangos no Sítio Cedro Vermelho

O Sítio Cedro Vermelho fica em Carvalhos, a 50km de Aiuruoca. É possível agendar uma visitação para colher morangos no estilo “colha e pague”. Infelizmente não conseguimos ir, mas parece ser muito legal!

sítio cedro vermelho, próximo a aiuruoca
Foto: Instagram do Sítio Cedro Vermelho

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário