19 abr, 2017

São Paulo em dois dias: o que fazer

Em março ficamos dois dias em São Paulo e fizemos um roteiro de compras e comidas pra experimentar. Vem ver as dicas!

Em qual região de São Paulo escolher o hotel

O trânsito de São Paulo é bem complicado e facilita muito se você se hospedar próximo a região que quer visitar. Veja nossas dicas de duas regiões diferentes:

Região de Congonhas

Ficamos no Nobile Suites Congonhas. Chegamos pelo aeroporto de Congonhas e escolhemos esse hotel que fica bem em frente, pois já íamos direto para um show em Interlagos.  A diária foi R$ 180 e o hotel é muito bom, quarto bem arrumado e café da manhã super variado.

Centro de São Paulo

No dia seguinte mudamos para o Hotel Cinelândia, no centrão de SP, na “crackolândia”. O lugar não é nada bonito e nem um pouco seguro pra sair a noite, mas como planejamos ir em lugares lá perto e de dia, preferimos ficar lá. Pagamos R$ 145 a diária com café da manhã. O hotel fica em um prédio antigo, mas achamos o quarto bem arrumadinho. Ficamos no 4° andar e não tivemos problemas com barulho da rua.

O hotel fica em frente a Galeria do Rock e a um quarteirão da estação do metrô da República. Fomos a pé pra 25 de Março em 10min e fica muito perto da Liberdade (gastamos 10min de táxi e ficou o preço das passagens de metrô). Foi muito tranquilo ficar lá e, se você está planejando uma viagem de compras, pode ficar sem medo, só tomando cuidado ao sair a noite.

Bairro Liberdade

Pra quem curte culinária oriental, os supermercados são um paraíso. Dá pra encontrar tudo que é usado pra fazer os pratos típicos e muita coisa exótica.

Não tem um lugar específico pra indicar porque fomos em todos (#AdrianoSofre), mas todos eles tem basicamente a mesma coisa e o preço varia pouco. Tem também váaarias lojas de utilidades cheias de bugigangas japonesas.

Bairro Liberdade

Aos domingos, funciona uma feirinha de comidas e artesanato. Infelizmente não conseguimos comer, mas tudo parece muito apetitoso e a grande maioria dá pra ver fazendo na hora.

Espaço Kazu

Almoçamos no Espaço Kazu, um restaurante que também tem café. Os pratos são bem tradicionais, pedimos um combinado de sushis e sashimis super frescos e um bife de porco à milanesa.

Bairro Liberdade
Bairro Liberdade

O lugar também tem uma confeitaria: não deixe de provar esses bolos MARAVILHOSOS! Comemos de morango e de matcha (chá verde). O sabor é exótico mas é bem gostoso. A fatia  custa R$ 13,50 mas vale a pena, acredite. É um dos bolos mais deliciosos que comi.

Bairro Liberdade

Mercado Municipal de São Paulo

O Mercado Municipal é imperdível! Fica pertinho da 25 de Março. Você precisa comer um pastel ou o famoso sanduíche gigante de mortadela.

Bar do Mané

Nós comemos tanto o sanduíche quanto o pastel no Bar do Mané. Eles tem o lanche tradicional de mortadela, mas criaram outros sabores.

Experimentamos o de mortadela com bacon e cebola caramelizada, delicoso. Pedimos um pequeno pra nós dois e foi o suficiente. O grande é realmente GRANDE. Custou R$ 24.

mercado municipal de são paulo

A única parte ruim foi o preço do chopp, R$ 27 por um Paulaner de 500ml.

mercado municipal de são paulo

O pastel é super bem recheado e grande e custa em torno de R$ 16. Comemos de palmito e banana com doce de leite, ambos maravilhosos.

mercado municipal de são paulo

Rua 25 de Março

É clichê, mas quem gosta de compras precisa ir! Muitas e muitas lojas vendendo de tudo. Não tenho nenhuma loja específica pra indicar porque, novamente, fui em muitas…

Mas quem comprou coisas mesmo foi o Adriano: um chaveiro de bússola e uma lanterna recarregável, porque nunca sabemos quando vamos precisar sobreviver largados e pelados, não é mesmo? 😛


Nossa viagem foi curtinha e, se você tem mais dicas de SP, comenta aqui embaixo pra gente conhecer também!

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário